segunda-feira, 25 de maio de 2015

O Homem Invisível

The Invisible Man (1933) EUA
A Universal ataca mais uma vez com outro de seus monstros clássicos do cinema, em O Homem Invisível, baseado no livro de H.G. Wells, depois do sucesso de DráculaFrankenstein e A Múmia. E como em time que está ganhando, não se mexe, Carl Laemmle Jr. novamente recruta o diretor James Whale para comandar o longa.
Whale parece ter sido a escolha mais certa dentre todas as possíveis, pois só ele seria capaz de imprimir o ritmo necessário para o longa, misturando terror e comédia com perfeição, dando asas para a construção de um personagem vil, presunçoso e cruel, que por mais que tenha sido resultado de uma desastrosa e mal sucedida experiência, deixa de lado os tormentos característicos de um personagem como esse, para abraçar a vilania e a obsessão, e se divertir horrores com isso.
Além do mais, O Homem Invisível é um desbunde de utilização de efeitos especiais, criados por John P. Fulton, John J. Mescall e Frank D. Williams. Completamente inovador e impressionante para a época. Tanto que quase 80 anos após seu lançamento, ele continua sendo um filme extremamente atual e ao contrário de muitas produções da mesma época, não parecendo tão envelhecido e datado.
O longa utiliza técnicas de trucagem e sobreposição, além de fios para puxar as roupas de Claude Rains, ou mesmo uma técnica avó do chroma key, em cenas que o ator usa um veludo negro em um fundo escuro. Um dublê substituiu Rains em algumas cenas e para as outras onde apenas o corpo aparece, sem a cabeça, foi usada uma máscara especialmente preparada, com o filme sendo tratado em laboratório para complementar o efeito visual.
Fora que Claude Rains dá um verdadeiro show de intepretação em sua estreia no cinema, com todo seu desvio de caráter, voz sinistra e insanidade como Jack Griffin, o brilhante cientista que desenvolveu um experimento capaz de transformá-lo em invisível. Só que por conter duocaína (oi????) em sua fórmula, ele acabou tornando-se um violento e agressivo sociopata. Detalhe que o papel original foi oferecido para Boris Karloff, que recusou todas as três tentativas de Laemmle em enfiar o papel nele, por tentar diminuir o seu salario.
Bom, o ataque psicótico de Griffin vem a tona quando ele tenta se hospedar em uma estalagem em um vilarejo simples, a fim de ficar sozinho e confinado para tentar descobrir a cura. Usando apenas bandagens para cobrir o rosto, óculos escuros, um nariz falso e um pesado sobretudo com luvas e chapeu, constantemente ele é atormentado pela enxerida esposa do estalajadeiro, até que ele surta de vez e começa a tocar o terror nos moradores e causar um verdadeiro salseiro com a polícia, que não consegue de forma alguma, descobrir um meio de capturar o bandido.
O ponto de equilíbrio da humanidade de Griffin é sua namorada, Flora, interpretada pela velha maracujá de gaveta de Titanic, Gloria Stuart (aqui com 23 aninhos). Ela até tenta demover o homem invisível de seus planos megalomaníacos de conquistar o mundo e conseguir poder e riqueza com sua fórmula, mas de nada da certo, principalmente quando seu antigo parceiro Dr. Kemp, um baita de um talarico que quer ficar com sua garota quando ele some (literalmente…), resolve dedá-lo para as autoridades e ele é obrigado a fugir, arquitetando um plano de vingança contra o outrora aliado.
Além de ser um clássico, diferente de outros filmes da época, O Homem Invisível tem um ritmo bem mais agitado e é realmente intrigante. Whale consegue capturar muito bem a atenção do espectador, seja com as maldades praticadas por Griffin, seja pelas cenas cômicas da polícia patética tentando capturá-lo enquanto ele se diverte ludibriando os gambés, ou nas cenas com a hilária atriz Una O’Connor (que lembra muito aquela atriz brasileira que tem aquele bordão “Ó, Coitado”, saca?), que faz a exagerada e caricata dona da estalagem.
É um bom filme para aqueles que estão começando a querer entrar no mundo dos filmes clássicos de monstro da Universal, e um deleite para os já fãs do gênero.
Direção: James WhaleRoteiro: R.C. Sherriff (baseado na obra de H.G. Wells) / Produção: Carl Laemmle Jr. / Elenco: Claude Rains, Gloria Stuart, William Harrigan, Henry Travers
Fonte: http://101horrormovies.com
Download:

Formato: MP4
Áudio: Português/BR
Duração: 1:43
Tamanho: 667 MB
Servidor: Mega



Senha: wurdulaks.blogspot.com

Assista Também:



Agente InvisívelA Vingança do Homem Invisível


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...