segunda-feira, 2 de março de 2009

Star Wars Hexalogia [Dublado]

Essa hexalogia foi iniciada pelos três episódios finais, a saber: Star Wars IV (Uma Nova Esperança), Star Wars V (O Império Contra-Ataca) e Star Wars VI (O Retorno de Jedi). Em 1999, George Lucas começou a contar o começo do enredo com Star Wars I (A Ameaça Fantasma). Em 2002 foi lançado Star Wars II (O Ataque dos Clones). E agora, 28 anos após o final da história ter sido contada, ele conclui a saga com Star Wars III (A Vingança dos Sith).O escritor cristão William M. Alnor critica Star Wars em seu livro UFOs in The New Age (OVNIs na Nova Era):O retrato dos alienígenas, por parte de Hollywood, tornou-se mais místico a partir do final dos anos setenta até o presente. Em Guerra nas Estrelas, [...] nenhum dos personagens era terreno, porque a história do filme ocorreu há muito tempo atrás em uma galáxia distante, muito distante. Porém, o personagem principal era um humanóide e alguns dos extraterrestres eram bons, enquanto outros eram maus. No entanto, essa série promoveu uma visão de mundo oriental onde uma força impessoal auxiliou a ambos, os bons e os maus, enquanto competiam por poder. O bem venceu no final, mas o herói Luke Skywalker descobriu que o ‘lado negro’ também fazia parte dele. Darth Vader, o epítome do mal nesse seriado, era, na verdade, seu pai.O nanico jedi Yoda treinando o herói Luke SkywalkerNo episódio V (O Império Contra-Ataca), encontramos o jovem Luke Skywalker, representante do lado bom da “força”, sendo treinado por Yoda (puxa! quase que era yoga), um experiente alienígena integrante do “conselho de jedis”. O local de treinamento é um pântano nebuloso. Luke Skywalker curiosamente entra em uma caverna obscura onde explora e enfrenta o lado mau da sua “força”. Skywalker duela e consegue degolar seu oponente com sua “espada de sabre de luz”. Ao observar o rosto do oponente decapitado, fica atônito ao constatar que, na verdade, o oponente era ele próprio. Skywalker matou o seu próprio lado mau da “força”. Do ponto de vista do cristianismo, matar a nossa natureza pecaminosa é muito bom. Skywalker agiu como um cristão. Mas, para surpresa dos cristãos, essa atitude foi reprovada pelo seu professor Yoda, que preferiria que seu pupilo tivesse aprendido a conviver com os seus lados bom e ruim, sem ter de matar ou aniquilar nenhum dos dois. Isso é o que ensinam algumas das religiões orientais, como, por exemplo, o taoísmo.Sem dúvida, os ensinamentos espirituais, transmitidos pela corja de extraterrestres de Star Wars, são muito mais a favor das religiões orientais do que do cristianismo.
A sequência dos filmes são:
Tamanho: 450 Mb Cada
Duração: 120 Min Cada
Qualidade do audio e video: 10
Audio: Português

Um comentário:

Jp disse...

os link estao off

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...