terça-feira, 1 de julho de 2008

Ray Harryhausen

É impossível falar sobre os filmes de monstros das décadas de 50 a 80 sem citar o nome de Ray Harryhausen, pois este grande homem (hoje completamente esquecido) deu vida as mais estranhas e bizarras criaturas. Os monstros e seres fantásticos criados por Harryhausen povoaram os filmes de horror e ficção científica de uma dedicada geração de fãs, pois pelo menos no auge de sua carreira, a popularidade de suas cristuras era grande. No entanto, muito pouco se comenta dele e de sua criação hoje em dia, devido ao fato, talvez, da esmagadora sequência de filmes envolvendo efeitos especiais de última geração. Porém, entre os próprios criadores de efeitos especiais, Harryhausen é continuamente citado como o eterno mestre no seu estilo, estilo esse conhecido como Stop-Motion. Só não e citado como o pai da técnica por haver, antes dele, um outro gênio que também usou dos recursos do Stop Motion para animar diversos filmes, o genial Willis O'Brien, responsável pelos efeitos do filme King Kong (EUA, 1933). Porém, a popularidade de Harryhausen superou a de O'Brien, talvez pelo fato dele ter se aperfeiçoado mais e numa época em que o cinema de horror e ficção científica estava em alta. O Stop-Motion é uma antiga técnica cinematográfica que basicamente é a filmagem quadro-a-quadro de bonecos ou objetos inanimados para a simulação de constante movimento. E até hoje esta primitiva técnica vem fascinando os cinéfilos (pelo menos a mim!). Mas como já disse, é um recurso primitivo e praticamente extinto, não sendo mais usado (ou muito pouco usado) pelos responsáveis em efeitos especiais.
Harryhausen se dedicava totalmente ao seu trabalho, no entanto ganhou apenas um Oscar (o qual teve que dividir com O'Brien em seu primeiro filme em 1949). Hoje, porém, seu trabalho é pouco comentado. Seus filmes são raros e seu nome aparece apenas como obrigação em documentários de TV. Mas na memória dos fãs, suas animações e sua obra em geral serão sinônimos de emoção. Eu nem sabia escrever ainda e já me maravilhava com as criaturas de Harryhausen, por isso hoje eu estimo muito sua obra e o mínimo que eu posso fazer por ela está feito.
Fonte desta Resenha; http://www.bocadoinferno.com/romepeige/artigos/rayharry.html

As Criaturas de RAY HARRYHAUSEN

video

Apresentação em ordem cronologica.

Principais Filmes:

* Joe, o Forte (Mighty Joe Young), de Ernest B. Schoedsack - 1949;

* O Monstro do Mar (The Beast From Twenty Thousand Fathoms), de Eugène Lourié - 1953;

* O Monstro do Mar Revolto (It Came From Beneath the Sea), de Robert Gordon - 1955;

* A Invasão dos Discos-Voadores (Earth Vs. the Flying Saurcers), de Fred S. Sears - 1956;

* The Animal World, de Irwin Allen - 1957;

* À Vinte Milhões de Milhas da Terra (Twenty Million Miles to Earth), de Nathan Juran 1957;

* Simbad e a Princesa (The Seventh Voyage of Simbad), de Nathan Juran - 1958;

* As Aventuras de Gulliver (The Three Worlds of Gulliver), de Jack Cher - 1959;

* A Ilha Misteriosa (Mysterious Island), de Cy Endfield - 1961;

* Jasão e o Velo de Ouro (Jason and the Argonauts), de Don Chaffey - 1963;

* Os Primeiros Homens na Lua (First Men in the Moon), de Nathan Juran - 1964;

* Mil Séculos Antes de Cristo (One Million Years B.C.), de Don Chaffey - 1966;

* O Vale Proibido (The Valley of Gwangi), de James O'Connoly - 1969;

* A Viagem Dourada de Sinbad (The Golden Voyage of Sinbad), de Gordon Hessler - 1974

* Sinbad e o Olho do Tigre (Sinbad and the Eye of the Tiger), de Sam Wanamaker - 1977;

* Fúria de Titãs (Clash of Titans), de Desmond Davis - 1981.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...